Vereadores pedem para que o Poder Executivo organize sua equipe de projetos

O presidente Zonga (PP) apoiado pelos vereadores; Cocó (PSDC),Joveci do Pacarana (PSDB),Professor Joel (PT) Genézio Mateus(DEM) e Marcel Sens (PRB) pediram vista do Projeto de Lei nº 023/2017, de autoria do Poder Executivo, que abriria crédito adicional suplementar por superávit financeiro apurado no exercício anterior, destinado a Secretaria Municipal de Saúde no valor de 660 mil reais (seiscentos e sessenta mil reais). Este Superávit é a um recurso que não foi utilizado pelo prefeito no ano passado, e tem como intuito, adquirir, por exemplo, equipamento e material permanente para saúde.

O objetivo dos vereadores que pediram vista do projeto de lei, era saber a origem da demora de 6 meses para elaborar um projeto, dado o padecimento da saúde por várias necessidades básicas que excluem os nossos usuários do SUS e do atendimento ideal para sua enfermidade . Segundo o vereador Zonga é inadmissível que o executivo fique 6 meses inerte com recursos em caixa, ainda mais, com vários problemas para serem solucionados; como, por exemplo; micro ônibus para transportar os pacientes para Porto Velho,Vilhena é ambulância para os distritos de nossa cidade.  

O presidente Zonga convocou uma reunião de emergência com os técnicos da prefeitura para analisarem com profundidade o Projeto de Lei 023/2017. E após as explicações bem sucedidas dos técnicos, os vereadores chegaram à conclusão de que; a prefeitura não está dando vazão em tempo hábil aos projetos da prefeitura, aos superávits e muito menos nos recebidos e arrecadados no atual exercício financeiro. “E necessário que o prefeito Nilton Caetano organize urgentemente a sua equipe de projetos, para que não deixe voltar recursos federais. E, com isso, diminua o total de recurso para os próximos anos. Pois, entretanto, se deixarmos voltar recursos federais, por falta de planejamento, o Ministério da Saúde irá subentender que; se voltou recursos é sinal que o município não precise. Assim,infelizmente está não é a nossa realidade” ponderou os vereadores que pediram vista do projeto de lei.

 

FONTE:  Sidinei Gonçalves/Assessoria Legislativa.

        Registro Profissional Jornalista: 1638/RO

 

 

Encaminhe pedidos
Matérias Legislativas e Normas Jurídicas