NOVO SITE DA CÂMARA MUNICIPAL DE ESPIGÃO DO OESTE - RO

Atual legislatura - Tribuna mais popular da história de Espigão.

 

      Na sessão de ontem (6) a atual legislatura mostrou que a tribuna da câmara realmente e popular. Foi concedido um espaço aos servidores municipais da secretaria de saúde. E, para garantir um espaço ainda maior, foi aprovado pelos vereadores, um requerimento verbal, dos vereadores Aluizio Lara e Lirvani Storch , para que e espaço fosse dilatado para contemplar mais 2 oradores. Na ocasião fizeram uso da tribuna representando a categoria ,os servidores municipais: Adriano Meireles da paz ( ex vereador e Motorista ) e o Dr. Caio Sales ( Bioquimico ) 

          Participaram da sessão plenária da câmara de vereadores do município de Espigão D’Oeste/RO, os servidores municipais da secretaria de saúde dentre eles: Farmacêuticos, Bioquímicos, Fisioterapeutas, Nutricionistas, Assistente Social, Técnicos de Laboratórios, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem, Técnico de Raio X, Motoristas de Ambulância, Administrativos, Auxiliares de serviços gerais, pessoal envolvido na copa e cozinha e uma comissão de advogados da Seccional-Espigão que contribuiriam para adequação do projeto de Lei 051/2017 que Dispões sobre “Imposto Sobre o Serviço de Qualquer Natureza” (ISSQN) 
Na voz dos oradores da saúde, explanaram a situação de arrocho salarial que a categoria da saúde enfrenta com mais de 17 anos sem um centavo de correção inflacionária ou se quer, reajustes de ganhos reais. Na tribuna os representantes dos servidores discursaram alertando a atual gestão legislativa e executiva que a situação do servidor da saúde em relação aos salários chegou num ponto insustentável e humilhante. Servidores de nível superior que estudou de 4 a 6 anos numa faculdade, , pós graduado, concursado em fase final de carreira possui em Espigão D’Oeste salário Equivalente a R$ 937,00 e vencimentos finais inferior a 2 salários mínimos. 
         Estes servidores vivem uma situação de humilhação e Constrangimento em relação a salários, Sendo Espigão D’Oeste o município que Pior paga a estas categorias em todo o estado. Há relatos de funcionários de nível superior que precisam vender marmitas caseiras para complementar renda e não passar necessidades básicas. Na tribuna o Dr. Caio, ( representante da categoria) ressaltou que os servidores tem feito a parte dele, entendendo, compreendendo e aceitando pacificamente as velhas desculpas dadas pelas gestões anteriores e a atual sobre falta de recursos que contemplem os servidores.
       

       Segundo Dr. Caio Sales, a situação chegou num ponto agravante que a categoria exige, através da legitimidade do voto que deu aos seus representantes legais, que o poder público nas esferas legislativas e executivas da atual gestão, assuma para si essa responsabilidade e faça acontecer a situação de priorizar o servidor da saúde. Sobre as condições de trabalho foi abordado pelos servidores a falta de materiais básicos como: medicamentos, insumos para a realização do trabalho com segurança e comodidade. Também faltam recursos humanos.

      De acordo com o SIDSMEO e lideranças do movimento, após os decretos do Sr. Prefeito Nilton Caetano reduzindo em 30% salários, Reduzindo valores pagos a Plantões extras e Cartão SIM, os servidores não mais farão Plantões Extras, e a partir do dia 11/11, farão uma interrupção nos serviços de saúde, exceto emergência e Urgência, por um período de 1 hora a cada dois dias na semana. A Categoria informa ainda que estará literalmente de olho como cada vereador se comporta frente a pauta apresentada e afirmam que estão dispostos a engrossar o diálogo caso percebam a falta de compromisso dos poderes estabelecido.

As reinvindicações da categoria entregues ao Poder Legislativo e Executivos são estas que se seguem:

1. Reunião mediada pelo legislativo com o chefe do executivo para garantir as solicitações abaixo
2. Demonstração da previsão orçamentária municipal para os anos de 2017 e 2018
3. Demonstração dos dados orçamentários consolidados nos meses de Janeiro a novembro de 2017 e no exercício de 2016
4. Demonstração orçamentária quanto ao teto de 15% do orçamento a serem aolicados pelo executivo na saúde
5. Demonstração dos valores de folha de pagamento municipal de Janeiro a Novembro de 2017
6. Demonstração dos valores de folha gasto na saúde de Janeiro a Novembro de 2017
7. Demonstração dos valores de folha gasto com plantões extra na saúde de Janeiro a Novembro de 2017
8. Garantia orçamentária para elevação do cartão sim para o valor de R$ 550,00, para os servidores da saúde a partir de Janeiro de 2018
9. Garantia orçamentária para elevação em 20% dos valores pagos por plantões extras aos profissionais da saúde exceto médicos. Reconsiderando os valores que eram pagos antes do decreto do executivo no mês de Outubro de 2017.
10. Garantia orçamentária para reestruturação salarial de cada categoria supra citada, de acordo com estudos já finalizados pela comissão de planos cargos e salários.

Encaminhe pedidos
Matérias Legislativas e Normas Jurídicas